A luz na era digital

O mercado de iluminação vive um momento de transformação. Após a lâmpada de Edson, que reinou absoluta por um pouco mais de um século (criada em 1879), o mundo descobriu as vantagens das lâmpadas que não geram calor e não precisam de um filamento para dar luz.  As lâmpadas eletrônicas, popularmente conhecidas como fluorescentes compactas, trouxeram um conceito novo que é o da capacidade de gerar luz com redução no consumo de energia. Sua popularização aconteceu num momento em que começavam os debates sobre a preservação do meio ambiente nas esferas governamentais. Passados cerca de 20 anos, a temática em torno da eficiência energética e da sustentabilidade foram incorporadas ao cotidiano da sociedade e tornaram-se essenciais na gestão de recursos para qualquer tipo de negócio, inclusive no plano doméstico.

Talvez estes fatores expliquem a crescente receptividade ao LED, que segundo especialistas deve se tornar a fonte preponderante de luz entre os usuários brasileiros nos próximos 5 anos.

Há descobertas que marcam um período histórico pelo impacto direto que têm nas vidas das pessoas.  Foi assim com a invenção da imprensa e a popularização dos livros, a criação da máquina a vapor e a industrialização e, mais recentemente, o advento do computador e da internet refletem sobre as formas de comunicação. A popularização do LED neste século certamente é um grande marco que impacta na forma de utilização dos recursos naturais e na intervenção humana sobre o meio. Esta luz eletrônica interage com o usuário e permite ser controlada na cor, na intensidade da luz, levando a automação para dentro dos lares.

Não é a toa que a indústria de iluminação investe no aperfeiçoamento desta tecnologia, e que o aspecto normativo avança para em breve ter vigente no país uma certificação compulsória que dará mais credibilidade às marcas que têm investido na qualidade.

O fascínio que a tecnologia exerce sobre as pessoas já atinge o mercado de iluminação e aos poucos o LED desponta como um sonho de consumo dos brasileiros. O LED é a iluminação da era digital.

Álvaro Diniz – presidente Lâmpadas Golden


Rio de Janeiro conquista terceiro Selo Solar

Divulgação/Ideal

A moradora de uma casa no Bairro Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro (RJ), é a terceira da capital carioca a receber o Selo Solar, pela instalação de um sistema fotovoltaico. Com o sistema de 2kW de potência o qual opera desde junho de 2013, praticamente toda a energia consumida na casa vem da energia solar.

A certificação do Instituto para o desenvolvimento de energias alternativas na América Latina (Ideal) é um reconhecimento para proprietários de residências e empresas do País que adotam a eletricidade vinda do sol.

O Selo foi conferido para a arquiteta e pesquisadora do Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais (IVIG) COPPE/UFRJ Isabelle de Loys, que fez da própria casa um bom exemplo para os cursos e consultorias que realiza.

A instalação (que também é integrada à arquitetura) mereceu o primeiro Selo Solar de 2014, terceiro do Rio de Janeiro. Já foram certificados, no ano passado, uma casa em Santa Teresa e uma em São Conrado. A lista coloca o Rio de Janeiro em segundo lugar na quantidade de Selos no país, junto com a Bahia. A liderança está com Mato Grosso do Sul, que recebeu sete certificações em 2013.

Mais sobre o Selo Solar

O Selo Solar foi criado em 2012, como um reconhecimento para instituições públicas e privadas e proprietários de edificações que consomem um valor mínimo anual de eletricidade solar ou que têm pelo menos 50% do seu consumo de eletricidade vinda do sol.

O Selo é uma iniciativa do Instituto Ideal e da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), com o apoio da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e do Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW).

Fonte: Jornal da Instalação


Forum AURESIDE de Novas Tecnologias de Automação

A quem se destina:

Engenheiros, arquitetos e projetistas. Incorporadores e construtores. Integradores e instaladores. Facility managers, administradores condominiais, tecnicos de manutenção predial

Conteúdo do programa:

Dia 19 – Integração de Sistemas de Segurança e Automação (das 14h as 18h)

Hora Tema Palestrante Entidade
14h00 Abertura do Forum
14h15 Como complementar o negócio de Segurança Eletrônica com a Automação Residencial Helio Ferraz Onix Consuting
15h00 Sistemas de Automação para o mercado de Segurança Vinicius Bastos Munddo
15h45 Intervalo para café
16h00 Segurança integrada na Automação Eduardo Todeschini IdData
16h45 (a definir)
17h30 Debates e encerramento

Dia 20 – Soluções de Automação 2.0 – A Nova Geração (das 14h as 18h)

14h00 Abertura
14h15 Smart Grid e medição inteligente de energia elétrica Cyro Boccuzzi ECOEE
15h00 Novos controles prediais e sustentabilidade Antonio Moreno Jung
15h45 Intervalo para café
16h00 Sendo sustentável com sistema de aspiração central Antonio Caramico Biltech
16h45 Mesa redonda sobre tecnologias teleassistivas Edison Puig Maldonado (moderador) AURESIDE
17h30 Debates e encerramento

Dia 21 – Lançamento Nacional do Projeto Prédio Eficiente (das 10h as 16h)

10h00 Abertura
10h15 Aspectos normativos e regulatórios das instalações prediais Hilton Moreno HM Consulting
11h00 Espaço ABB ABB
11h20 Espaço Neocontrol Neocontrol
11h30 Tecnologia LED e Automação Pedro  Giammarusti Decorlamp
12h15 Espaço Schneider Schneider
12h35 Espaço  Z-Wave Z-Wave
12h45 Intervalo para almoço
14h00 Empreedimentos imobiliários sustentáveis: o impacto nos custos e os benefícios obtidos Hamilton de França
Leite Junior
SECOVI SP
14h50 Espaço Biltech Biltech
15h00 Espaço Finder Finder
15h10 Automação para edificações eficientes José Roberto Muratori AURESIDE
16h00 Debates e encerramento

Próxima turma:

19/03/2014 a 21/03/2014

Local:

São Paulo – SP

Como Chegar:

Expo Center Norte
Rua José Bernardo Pinto, 333
Vila Guilherme – São Paulo (SP)
Auditório Vila Maria

Evento simultâneo
Feira ISC Brasil 2014

Inscreva-se Inscreva-se [+] informações

GE Lighting leva à Alemanha inovações em LED para o varejo

Com o objetivo de atender a demanda das redes varejistas por tecnologias avançadas de iluminação, a subsidiária brasileira da GE Lighting é uma das empresas do País que participam da EuroShop 2014. Realizada de 16 a 20 de fevereiro na cidade de Düsseldorf, na Alemanha, a feira é considerada um dos principais acontecimentos do comércio varejista mundial.

A subsidiária da GE Lighting está entre as nove empresas brasileiras que formam a Think Brazil Retail Solutions, uma iniciativa promovida pela Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos e Serviços para o Varejo (Abiesv) que terá um estande para apresentar soluções diversas para o setor.

Uma das representantes do grupo para a área de iluminação, a GE Lighting exibirá suas mais avançadas tecnologias LED, com diferentes aplicações para o varejo. O principal destaque está nas soluções para iluminação indireta. Com um design inovador desenvolvido pela divisão da GE, elas são adequadas para supermercados e pontos comerciais com amplas áreas físicas.

O portfólio ainda conta com produtos para iluminação direta, voltadas para lojas, butiques e redes de departamento; e luzes de destaque, focadas em direcionar a atenção do consumidor para produtos e equipamentos em vitrines e prateleiras, a partir do contraste gerado pela concentração do facho.

Além do maior conforto ao consumidor e do destaque aprimorado dos produtos, as tecnologias da GE Lighting também proporcionam ecoeficiência. Ao gerar uma economia de até 50% no consumo de energia e oferecer durabilidade de 50 mil horas, equivalente a 11 anos, as soluções LED reduzem a necessidade de trocas ou reparações, o que ajuda a diminuir as despesas dos lojistas.

EuroShop – Considerado o principal ponto de encontro do varejo mundial, a EuroShop 2014 espera reunir 2.000 expositores de 50 países – desde  líderes globais do mercado até jovens seguidores do setor. O objetivo do evento, que espera atrair 100 mil visitantes profissionais de mais de 90 países, é combinar ideias e tecnologias inovadoras, contatos importantes e soluções sustentáveis para o comércio varejista.


Philips apresenta solução de LED que destaca o frescor dos alimentos e ajuda a impulsionar as vendas

As combinações de lâmpadas de LED Phillips ressaltam as cores naturais de frutas e verduras frescas, tornando-as mais atraentes. Testes demonstraram que a solução de iluminação correta provocou um aumento de 47% nas vendas de produtos frescos.

A solução de iluminação LED Rosa da Phillips ajuda a reduzir a descoloração de carne fatiada, o que significa que a carne manterá uma aparência mais fresca por mais tempo.

Düsseldorf, Alemanha – A Phillips, líder mundial em iluminação, promoverá uma demonstração do seu portfólio de iluminação LED para Alimentos Frescos na Euroshop, oferecendo aos supermercados a iluminação perfeita para diferentes tipos de alimentos frescos. As combinações de lâmpada, ou a otimização do espectro de luz, podem aumentar as vendas ao darem destaque para o frescor dos alimentos no mostruário. Também ajudam a reduzir a descoloração provocada pela luz em alimentos como carne fatiada, o que pode diminuir a atratividade dos produtos. O evento acontece de 16 a 20 de fevereiro de 2014, em Düsseldorf (Alemanha).

A apresentação do produto é essencial para os supermercados, pois hoje os clientes têm muito mais opções do que antes e contam com a disponibilidade de produtos quase perfeitos vindos de todas as partes do mundo durante o ano inteiro. Quanto mais atraentes os produtos, provavelmente mais clientes os comprarão, e as pesquisas têm demonstrado que temos a tendência de pegar os pepinos mais verdes, as bananas mais amarelas ou os tomates mais vermelhos. As combinações de lâmpada também podem ser utilizadas em todas as prateleiras de alimentos frescos, incluindo prateleira de carne fatiada, que permite aos lojistas escolher a aparência que querem dar aos produtos, ou seja, mais intensa ou mais natural, dependendo da preferência do cliente.

“Ao sintonizar e otimizar o espectro de luz, a Phillips cria o mesmo efeito que os filtros atualmente utilizados por lojistas. A tecnologia LED pode permitir que os supermercados criem uma combinação de lâmpadas para cada departamento, a fim de destacar as cores dos alimentos e melhorar o frescor do mostruário”, disse Jella Segers, da Phillips Lighting. “E a melhor parte é que os benefícios da iluminação vem dos LEDs, o que significa uma vida útil de uma lâmpada de aproximadamente 50.000 horas, resultando em redução nos custos de manutenção, ajudando os lojistas a economizar tempo e dinheiro, além de reduzir interrupções aos clientes”.

As combinações de lâmpadas são baseadas em pesquisas que estudaram como a sintonização do espectro de luz se ajustava a produtos específicos. As combinações de lâmpadas Philips ajudam a acentuar o espectro de cor, o que significa que as cores de um produto refletem mais luz, criando, dessa forma, maior contraste entre os produtos e seus arredores. Um nível mais alto de saturação de cor destaca as cores características de produtos individuais. Em um teste conduzido com a EHI, instituto científico do setor de varejo, e um supermercado na Alemanha – o volume de vendas de frutas e verduras selecionadas no departamento de produtos frescos aumentou até 4,7% (aumento de 3,5% na receita) com combinações de lâmpadas, provando que os consumidores estão cada vez mais exigentes com relação à aparência de seus alimentos.

Descoloração – A iluminação precária nas prateleiras de alimentos é um fator que contribui de forma significativa para descoloração da carne. A pesquisa conduzida por especialistas da Phillips com a utilização de luz artificial revelou que certas partes do espectro visível de luz podem resultar em níveis mais fortes de descoloração na carne fatiada. Embora essa descoloração induzida pela iluminação não apresente problemas de higiene e saúde, pode ter o impacto de fazer com que os produtos pareçam menos atraentes a compradores e que alimentos comestíveis perfeitos sejam jogados no lixo.

A forma mais eficaz de retardar a descoloração provocada pela iluminação é controlar e otimizar o nível de luz utilizada – um processo que foi viabilizado pela tecnologia LED da Phillips. A nova solução de iluminação LED Rosa da Phillips retarda o processo de descoloração com a otimização do espectro de luz. Quando testada em ambiente de laboratório, a receita de lâmpadas prolongou a vida útil de carnes fatiadas em até 30% em comparação com lâmpadas SON Brancas convencionais. A carne, portanto, permanece atraente para compra, reduzindo o desperdício.


« Previous Entries

Powered by Wordpress | Designed by Elegant Themes