São Paulo inaugura amanhã o maior centro de pesquisa em grafeno da América Latina

Dias 2 e 3 de março datam os primeiros dias de atividade do MackGraphe, agora umas das principais referências em grafeno no mundo

A partir de amanhã, 2 de março, a Universidade Presbiteriana Mackenzie dá início aos dois dias de solenidade que inauguram o MackGraphe, maior centro de pesquisas em grafeno do país. Com presenças ilustres, o projeto com investimento de R$ 100 milhões dará início a uma próspera caminhada da ciência brasileira rumo ao topo.

Com agenda cheia, o evento se inicia às 17h e marca oficialmente a abertura do Centro de Pesquisas Avançadas em Grafeno, Nanomateriais e Nanotecnologias e dará explicações gerais sobre o projeto e as perspectivas da iniciativa.

No dia seguinte à inauguração, são realizadas duas palestras sobre as tendências e objetivos do grafeno e da ciência brasileira e ambas contarão com a presença de Sir Andre Geim, vencedor do Prêmio Nobel de Física, em 2010.

Para os membros do Instituto, as expectativas são grandiosas: “Pesquisas e produtos em grafeno já são o foco de grandes universidades do mundo e, agora, com o apoio da Fapesp, nós colocamos a América Latina nesse patamar”, aponta Dr. Maurício Melo de Meneses, presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie.

Atual diretor do Centre for Advanced 2D Materials da National University, da Universidade de Cingapura, o físico Antônio Hélio de Castro Neto também aponta para um passo histórico do Mackenzie em termos de ciência e tecnologia na América Latina com a chegada do MackGraphe, uma vez que é o primeiro centro desenvolvido por uma universidade privada e com recursos próprios.

SERVIÇO:

Encontro da imprensa

Data: 02/03/2016

Horário: 15h

Local: Universidade Mackenzie, campus Higienópolis (Rua Itambé, 143, prédio 12)

Inauguração do MackGraphe

Data: 02/03/2016 (quarta-feira)

Horário: 17h

Local: Universidade Mackenzie, campus Higienópolis (Rua Itambé, 143, prédio 12)

Conferência Científica ministrada pelo Prêmio Nobel

Data: 03/03/2016 (quinta-feira)

Horário: 10h

Local: Universidade Mackenzie, campus Higienópolis (Rua Itambé, 143, prédio 12)

Mesa Redonda: Oportunidades e Empreendedorismo em Nanotecnologia (Grafeno e Materiais Bidimensionais)

Data: 03 de março de 2016

Local: Auditório Ruy Barbosa. Rua Itambé, 143 – Higienópolis – São Paulo

Hora: 15h

A inauguração e a conferência do prêmio Nobel serão abertas à imprensa. Caso tenha interesse entre em contato pelo e-mail: imprensa@mackenzie.br


Conexled lança modelo mais econômico de luminárias LED para postos de gasolina

A Conexled, divisão de negócios do Grupo Conex com atuação no segmento de iluminação LED direcionada às áreas comercial, industrial, e pública, de Alta Performance, acaba de lançar no mercado um novo modelo da linha LED, Camburi, que já está presente em mais de mil postos pelo País.

De acordo com Filipe Braz, diretor de marketing da empresa, o produto “aumenta os índices de iluminação garantindo mais segurança e visibilidade durante o período noturno. Pode ser instalada até cinco metros de altura e entrega ao usuário até 100 mil horas de vida útil com cinco anos de garantia, explica Braz.

As nova geração de luminárias da linha CLC Camburi Conexled, com 80W de consumo de energia, permite alta uniformidade luminosa e evita o aquecimento do ambiente iluminado. As luminárias oferecem economia, design moderno e iluminação eficiente para aplicação em forro de posto de combustível.

O novo modelo utiliza LED inovador que não precisa de dissipador de calor, possui menor consumo de energia e substitui, tanto as lâmpadas de vapor de sódio e de vapor metálico de 250W a 400W. Podendo ser aplicado também em áreas de lavagem, oficina e de troca de óleo. Fácil instalação e manutenção, o produto utiliza as mesmas dimensões e infra-estrutura das luminárias convencionais já existentes, dispensando qualquer tipo de alteração na estrutura.

O equipamento utiliza LED lighting class CREE, apropriado para iluminação profissional de alta performance.

As luminárias da linha CLC Camburi Conexled são fabricadas no Brasil e estão disponíveis também para compra via BNDES em até 48X.

Mais informações pelo email vendas@conexled.com.br ou pelos telefones 11 2334-9393 / 11 2331-0303.


Última semana da Exposição Luzes da Cidade na Sé

Divulgação

Que tal uma parada na correria diária para aprender um pouco mais sobre a história da energia elétrica? Essa é proposta da exposição Luzes da Cidade, que permanece na Estação da Sé, em São Paulo, até o dia 29 de fevereiro. A mostra é composta por painéis e módulos interativos que contam a trajetória da evolução, da geração e da distribuição de energia elétrica até a casa dos clientes.

Os passageiros e comerciantes que passam pela estação podem se divertir com um jogo interativo que compara o uso da energia em uma casa na década de 70 e atualmente. Há, também, uma maquete de um trecho da Av. Paulista em dois momentos da história: na virada para o século XX e em 2015. A exposição Luzes da Cidade já teve temporada no Conjunto Nacional e ainda passará pelas estações Luz e Santa Cecília do metrô. A exposição foi criada pela Fundação Energia e Saneamento e é uma das iniciativas voltadas para a educação e o desenvolvimento sociocultural patrocinadas pela AES Eletropaulo.

Confira a programação:

· Até 29 de fevereiro – Estação da Sé

· De 10 a 31 de março – Estação da Luz

· De 10 a 30 de abril – Estação Santa Cecília.


Lorenzetti destaca lâmpada fluorescente de alta potência para uso comercial e industrial

A Lorenzetti entrou no mercado de iluminação em 2012 e destaca os modelos de lâmpadas fluorescentes de alta potência. Na versão espiral, o produto é indicado para ambientes comerciais e industriais que necessitam de grande intensidade de luz, como fábricas, galpões, escolas, supermercados ou áreas públicas. Com potencial de redução de até 80% no consumo de energia elétrica em comparação com os modelos incandescentes, é possível economizar na conta de luz, recuperando rapidamente o investimento e contribuir com o meio ambiente.

Diante da demanda criada pela proibição de comercialização dos modelos incandescentes acima de 150W, é oferecida a lâmpadas fluorescente de alta potência no formato espiral, disponível na versão 78W (220V) na cor branca (6400K). O modelo não emite calor, característica que o torna ideal para iluminar ambientes em que o calor excessivo pode provocar o mau funcionamento de equipamentos ou incomodar as pessoas que ocupam o local.

Além da economia notada no consumo de energia elétrica mensal, a durabilidade das lâmpadas fluorescentes de alta potência é seis vezes maior que os modelos incandescentes. O produto possui um ano de garantia e certificação do Inmetro, que atesta a eficiência luminosa e gasto de energia.


Brasil economiza R$162 milhões com horário de verão

O presidente do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), Hermes Chipp, disse no dia 19 de janeiro, que o país economizou R$162 milhões com o horário de verão, que terminou à 0h do último domingo. O valor representa o custo da energia térmica que seria necessária para atender a população no horário de pico durante o período. O ONS calcula que a medida economiza R$7 bilhões em investimentos que seriam necessários para atender ao crescimento pontual da demanda no horário de pico.

De acordo com Chipp, a redução da demanda foi de 2,6 mil megawatts (MW), o equivalente a 4,5% da demanda nos horários de pico, como esperado pelo governo. O menor consumo, disse o presidente do ONS, permitiu um ganho de 0,5% nos reservatórios das hidrelétricas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. No sul, o ganho foi de 1,2%.

O horário de verão foi iniciado no dia 18 de outubro de 2015. Tem como objetivo evitar a sobrecarga no sistema elétrico entre o fim da tarde e o início da noite, quando as pessoas chegam em casa e começam a usar aparelhos elétricos. A economia reflete o maior uso de iluminação natural neste período.


« Previous Entries

Powered by Wordpress | Designed by Elegant Themes