A importância da iluminação natural em ambientes corporativos

É cada vez mais comum ver projetos de arquitetura corporativa com a preocupação de aproveitar a iluminação natural. Se sua empresa busca formas de se tornar mais sustentável e ao mesmo tempo economizar na conta de energia, aproveitar melhor a luz do sol é um passo importante.

O arquiteto Ricardo Nunes, sócio da Casa 3 Arquitetura, especializada em projetos corporativos, conta que a importância da iluminação natural na empresa vai além de fatores econômicos. “É claro que as empresas conseguem alguns benefícios econômicos com o aproveitamento inteligente da luz solar, como diminuição da conta de energia. Principalmente se em seu projeto couber a instalação de um sistema de auto geração de energia, solar ou eólica, com o compartilhamento com a rede da concessionária local. Porém, há também uma preocupação genuína com a saúde dos funcionários e colaboradores”.

Ricardo conta que vários estudos já comprovaram a necessidade da luz solar para o bom funcionamento do corpo humano. E este sol pode ser absorvido tanto diretamente, quando andamos pela rua, quanto indiretamente, quando estamos próximos a uma janela trabalhando. “É a luz do sol que ativa a vitamina D, substância essencial para que o organismo funcione bem, pois fortalece os ossos e dá mais disposição para as atividades do dia a dia”.

Ele explica que a luz solar também pode ser muito importante no rendimento de uma equipe. “A luz solar é mais confortável e estimula mental e visualmente as pessoas, gerando um ambiente de trabalho mais agradável. Isso tem um impacto direto sobre o trabalho da equipe. Um colaborador satisfeito e saudável trabalha mais e melhor”.

Segundo o arquiteto, a ausência elevada de luz natural, além de encarecer a conta de energia, pode gerar nos funcionários sintomas de depressão, impactando diretamente na produtividade da equipe. “Para evitar problemas assim, implantar soluções arquitetônicas que aproveitem melhor a luz natural é fundamental. Desbloquear as janelas, aproveitar claraboias, usar bem objetos para melhor projetar a luz no interior podem ser algumas das opções”, declara o profissional.

Ricardo alerta também para a importância da elaboração de um projeto de arquitetura customizado, realizado por profissionais qualificados, é ainda a melhor forma de maximizar e controlar o potencial luminoso do espaço, além de melhorar o bem-estar da equipe. “É preciso fazer um estudo sobre a arquitetura do espaço para que seja possível oferecer as melhores soluções. De nada irá adiantar ter luz natural se você não puder controlá-la quando necessário, evitando-se assim o ofuscamento”, conclui o arquiteto”.


De resíduos à obra de arte

A Templuz já se prepara para a quarta edição do grande circuito DMais Design. O evento, que faz conexão da decoração e do design com diversas outras vertentes, como moda, arte e arquitetura, será realizado de 19 a 25 de junho em Belo Horizonte. Para esta edição, a Templuz aposta na sofisticação do Helizart, um atelier brasileiro que vem conquistando o mercado, com luminárias exclusivas que aliam tecnologia de ponta ao fazer manual. “Vamos expor peças exclusivas da marca durante todo o período da mostra”, conta Lorena Mattos, lighting designer da Templuz, do Grupo Loja Elétrica.

Fundado em 1994, o atelier de artesãos brasileiros é comandado pela família Bravim, que tem como proposta o casamento entre sustentabilidade, arrojo e design. Dentre as características singulares do Helizart destaca-se a técnica de upcycling, que se baseia na transformação de descartáveis e resíduos em obras de arte.

Para a criação de peças únicas, importadas atualmente por países como Estados Unidos, Inglaterra, Itália, República Tcheca, Emirados Árabes, México e Espanha, são utilizados materiais como tintas, ouro e platina, livres de mercúrio e chumbo, além de diluentes orgânicos que não implicam em risco à saúde de quem os produz ou manuseia.

Sobre a Templuz

A Templuz é uma empresa pertencente ao Grupo Loja Elétrica, maior conglomerado no segmento de material elétrico e telecomunicações no Brasil. Dedica-se à integração de tecnologias disponíveis para o conforto e bem-estar das pessoas, com foco em iluminação decorativa, iluminação técnica e sistemas de automação.

Serviço

Instalação Helizart na Templuz – Circuito DMais Design

Data: 19 a 25 de junho de 2017

Horário: 9h às 19h

Local: Av. Nossa Senhora do Carmo, 1150, Sion – Belo Horizonte, MG.

Entrada franca


Abilumi cria Cartilha de alerta sobre produtos irregulares.

A Abilumi tem recebido inúmeras reclamações sobre produtos de iluminação que descumprem seus deveres legais, realizando importações e vendas de produtos sem a regular documentação fiscal. Considerando o prejuízo causado por essas práticas ilícitas às empresas do setor que observam suas obrigações legais, a Entidade criou a Cartilha “Prevenção a Práticas Irregulares no Comércio de Produtos de Iluminação” para os lojistas com informações sobre a responsabilidade do comerciante.

De acordo com o presidente da Abilumi, Georges Blum, o objetivo é coibir ações que prejudicam tanto as empresas idôneas (fabricantes, importadores e comerciantes) quanto o consumidor e conscientizar os lojistas que eles também têm suas responsabilidades. “O barato pode acabar saindo caro para todos. Há empresas, por exemplo, praticando o crime de descaminho, realizando subfaturamento em importações e vendas sem nota fiscal ou com meia nota, explica.

Outra irregularidade comum é o desrespeito às obrigações perante o consumidor, vendendo produtos com rótulos que não atendem aos requisitos legais, sem informações mínimas sobre a mercadoria e sobre o fornecedor, e, consequentemente, sem garantia. Além da conscientização, a associação encaminhará as denúncias às autoridades públicas competentes, para que tomem as medidas cabíveis para coibir as práticas irregulares.

Instituto Brasil Legal

Essa iniciativa conta com o apoio institucional do Instituto Brasil Legal (Instituto Brasileiro de Defesa da Competitividade), associação civil, sem fins lucrativos, formada por líderes dos setores de informática e eletroeletrônicos.

Seu objetivo é combater práticas desleais de mercado, que apresentam números cada vez maiores. Para tanto, procura a viabilização de um efetivo programa de Defesa Comercial, que estabeleça a adoção de medidas legítimas para a manutenção e o fortalecimento da competitividade.

A cartilha pode ser acessada no link: http://www.abilumi.org.br/wp-content/uploads/2017/03/CARTILHA-ABILUMI3.pdf


Conheça algumas dicas de iluminação para ambientes residenciais.

A iluminação do ambiente é tão importante quanto os móveis e os objetos de decoração, uma vez que valoriza o projeto de design de interiores. Por isso, antes de iniciar o projeto, é importante definir qual será a finalidade de cada espaço, seja para trabalhar, ler, relaxar ou dormir. Além disso, é necessário posicionar corretamente as luminárias, que podem refletir a luz indevidamente na tela da televisão, por exemplo.

Segundo o arquiteto consultor da Telhanorte, César Augusto Pasquini, a luz central do ambiente deve ser a mais forte, pois cria um cenário harmônico. Já as lâmpadas embutidas são indicadas para um encontro social, pois criam um jogo de luzes indiretas. “As iluminações direta ou indireta são as mais tradicionais e possuem como função a dispersão da luz por todo o ambiente de forma homogênea. O diferencial é que na iluminação direta, a luz é voltada para baixo. Na iluminação indireta, a luminosidade é voltada para o teto, refletindo sobre o ambiente. A iluminação de tarefa é utilizada para determinada atividade, uma vez que possui foco”, explica  César.

Para a escolha do tipo de lâmpada, o especialista ressalta que, na cozinha, a iluminação de cor fria é mais utilizada, pois não distorce as cores, deixando o ambiente mais claro. “Já no quarto e na sala, é possível utilizar iluminação mais amarela e quente, que deixa o ambiente mais aconchegante, embora menos claro e com as cores mais distorcidas. Atualmente, a lâmpada branca tem sido muito procurada pelos consumidores para uso em vários espaços da casa. Como os ambientes estão integrados, e também com múltiplas funções, como quarto e escritório, a luz branca é a ideal, pois padroniza o local”, afirma.

Do ponto de vista de eficiência energética, as lâmpadas de LED também são destaques no setor de iluminação. Além do baixo consumo de energia, a vida útil é superior em comparação com as lâmpadas tradicionais. Outro fator relevante é a multiplicidade de usos do modelo LED, que pode compor o ambiente de diversas formas, seja ao redor de acessórios decorativos, como tetos rebaixados de gesso, na forma de painel, por exemplo.


NVC Lighting estuda instalar fábrica em São Bernardo do Campo (SP)

A Prefeitura de São Bernardo encaminhou novamente o plano para viabilizar a entrada da terceira empresa, de grande porte, na cidade, antes de completar os 100 dias de gestão. Diretores da NVC Lighting, fabricante chinesa de produtos de iluminação, foram recebidos pelo prefeito Orlando Morando, no prédio do Paço, onde a discussão foi em torno da instalação de uma fábrica na cidade.

Com estruturas espalhadas por 40 países, de aproximadamente 15 a 20 mil metros quadrados em cada fábrica, a companhia já possui no município um depósito, que fica localizado no bairro Jardim Planalto. “Foi um encontro bastante positivo, que se encaixa com a nossa prioridade de gerar empregos e fomentar novos negócios. A Prefeitura pautou com a empresa a parte de incentivo fiscais, simplificando o processo de instalação e agora vamos avançar as tratativas para que tudo ocorra bem”, destacou Morando.

O polo industrial chinês é um dos mais ricos pelo mundo e tem observado o Brasil como uma de suas fontes de expansão de negócios. O presidente da NVC, Mike Wang, destacou que “o mercado de iluminação está em ascensão”.

A vinda das empresas foi trabalhada como prioridade pela nova gestão, que focou na política de incentivos fiscais e fomentação para garantir abertura de novos postos de trabalho e receitas.


« Previous Entries

Powered by Wordpress | Designed by Elegant Themes