Currently Browsing: Dicas

Iluminação do escritório pode afetar diretamente a produtividade

São Paulo, novembro de 2017 – Ponto chave para concentração e bem-estar, a iluminação no ambiente de trabalho é de extrema importância. Uma das caraterísticas principais diz respeito à quantidade de luminosidade disponível para o exercício das atividades. O projeto luminotécnico de um escritório deve seguir normas estabelecidas que preveem, entre outras regras, que a iluminação deve ser uniformemente distribuída e difusa, bem como instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos.

Todas essas exigências permitem que as pessoas tenham condições favoráveis para desempenhar suas tarefas, além de evitar fadiga visual e outros problemas de saúde. Para lugares que não possuem muitas janelas, a luz de LED é ideal para simular a luz natural, pois é mais agradável, leve e proporciona maior sensação de naturalidade se comparada a outros tipos de iluminação. Além disso, as lâmpadas LED emitem luzes mais homogêneas, evitando desconfortos visuais.

Além das vantagens para a saúde, a iluminação de LED contribui para a economia de energia elétrica que, atualmente, é uma das principais preocupações das empresas brasileiras.

Com o conceito “luz muda tudo”, a Brilia, pioneira no desenvolvimento e distribuição de produtos de iluminação LED (Light Emitting Diode) no Brasil, oferece uma ampla linha de produtos que atendem às necessidades de projetos luminotécnicos que visam o bem-estar, conforto e saúde dos colaboradores, oferecendo ainda uma série de vantagens em termos de qualidade, durabilidade e economia de energia. Entre os produtos LED comercializados pela Brilia para essa utilização, destacam-se:

Luminária Painel de Embutir ou Sobrepor – Indicada para substituir conjuntos de luminárias e lâmpadas fluorescentes compactas, a luminária Painel LED da Brilia permite a instalação em forros de gesso e móveis com pouco recuo. Pronto para instalar, já vem com driver bivolt. Está disponível nas três temperaturas de cor – quente, fria e neutra e em vários formatos – quadrada, retangular e redonda.

Luminária Slim – A luminária Slim é a opção perfeita para quem deseja usar a tecnologia LED para iluminação geral de espaços comerciais, substituindo as tradicionais fluorescentes com eficiência e praticidade. Disponível nas opções de 60cm e 120cm, o produto pode ser aplicado em superfícies de alvenaria, gesso, madeira, PVC e perfis metálicos, por meio de grampos metálicos e garante um efeito difuso, que coloca a luminosidade e a praticidade em primeiro lugar.

Tubular: Este modelo é ideal para espaços comerciais, como indústrias e escritórios.  Com design facilmente adaptável aos diferentes tipos de ambientes, as lâmpadas tubulares podem ser aplicadas em sancas, luminárias troffer de embutir e sobrepor, plafon modulares ou luminárias lineares. A Brilia oferece duas opções de tamanho: 60cm e 120cm e três opções de temperatura de cor: fria, neutra e quente.

Informações sobre onde comprar, acesse o site ou mande e-mail para sac@brilia.com


Quatro cuidados básicos que garantem a durabilidade e a eficácia das lâmpadas LED

Gerando uma economia de até 80% em relação ao consumo de modelos tradicionais, as lâmpadas de LED estão cada vez mais presentes no mercado. De acordo com a equipe da Blumenau Iluminação, empresa especializada no segmento, o LED tem durabilidade de pelo menos 25 mil horas.

Para isso, é preciso seguir alguns cuidados, que trazem não só durabilidade, mas eficiência aos produtos, conforme aponta Rafael Pereira, analista de produtos da Blumenau Iluminação. Confira quatro deles:

- Opte por produtos certificados: a partir desse ano, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) tornou obrigatória a certificação da entidade para a venda de lâmpadas de LED no País. “Essa é uma segurança para o consumidor, que sabe que estará comprando um produto com procedência garantida. Qualquer modelo, mesmo que importado, precisa passar por testes de qualidade”, explica o analista.

- Evite deixar o espaço fechado por muito tempo: a falta de circulação de ar faz com que o calor não se dissipe, diminuindo a vida útil da lâmpada. O ideal, de acordo com fonte, é deixar portas e janelas abertas pelo menos por algumas horas diariamente.

- Evite exposição à maresia ou umidade: mesmo em locais que não fiquem fechados, a umidade pode ser um grande empecilho para a vida útil da lâmpada. “No caso de utilização em ambientes ao ar livre, que peguem chuva ou estejam expostos à maresia, a dica é utilizar luminárias com cúpulas como pendentes e arandelas, que ajudam a proteger a lâmpada”, indica Pereira.

- Sem obstáculos: especialmente com os spots de LED, é importante que eles sejam posicionados longe de barreiras que impeçam a propagação de luz.  Paredes, objetos ou cortinas que atrapalhem a iluminação deixam a peça menos eficiente.


Temperatura de cor das lâmpadas LED: saiba como utilizar em cada ambiente

A Brilia oferece uma ampla linha de produtos que atendem às necessidades de quem deseja ampliar a experiência com o uso das lâmpadas LED

São Paulo, outubro de 2017 – Cada dia mais populares entre os consumidores, as lâmpadas LED têm ganhado a preferência das pessoas na hora de trocar a iluminação de casa ou do escritório, pois possuem uma vida útil mais longa e ajudam a reduzir o consumo de energia elétrica. Porém, outra característica que permite a versatilidade da iluminação de ambientes e traz benefícios para a produtividade, está relacionada à temperatura da cor da luz produzida pelo LED.

Em 1931, a Comissão Internacional da Iluminação iniciou alguns estudos para tentar determinar a tonalidade de cor emitida pelas lâmpadas. A partir desses estudos surgiu a denominação temperatura de cor que é especificada por Kelvin. No teste, um corpo de metal foi aquecido até começar a emitir luz. Conforme a temperatura aumentava, a luz emitida variava entre o lilás até o azul, o que resultou na criação de uma tabela de temperaturas de cor, que segue uma escala de 2000K a 6500K.

A luz branca FRIA – 5000K até 6500K – lâmpadas com essa temperatura de cor são ideais para ambientes onde há necessidade de grande luminosidade para realizar atividades rotineiras. Para estudar, trabalhar e até cozinhar, a luz fria é ideal, pois dá a impressão de que ilumina mais e assim, nos mantêm atentos. Ou seja, escritórios, cozinhas, banheiros e áreas de serviço são áreas que recebem bem esse tipo de iluminação.

Ideal para ambientes nos quais se deseja criar uma atmosfera confortável e tranquila como quartos, salas de estar, jantar ou varanda, a luz branca QUENTE ou amarela – 2700K até 3300K – torna os espaços mais aconchegantes e acolhedores pois proporciona uma sensação de relaxamento, tornando o ambiente mais propício para o lazer e descanso.

Já a luz branca NEUTRA, que abrange a faixa de 3300K a 5000K, pode ser aplicada tanto em ambientes de relaxamento quanto em locais que exigem mais atenção. É uma temperatura bastante utilizada em shoppings e iluminação geral de ambientes de convívio.

Com o conceito “luz muda tudo”, a Brilia, pioneira no desenvolvimento e distribuição de produtos de iluminação LED (Light Emitting Diode) no Brasil, oferece uma ampla linha de produtos que atendem às necessidades de quem deseja ampliar a experiência com o uso das lâmpadas LED e fazer a correta distribuição dos produtos de acordo com a temperatura de cor ideal. Entre os modelos de lâmpadas LED comercializados pela Brilia destacam-se:

Bulbo: As lâmpadas Bulbo LED podem ser encontradas nas opções de temperatura FRIA e QUENTE e se encaixam em qualquer necessidade residencial.  A Brilia tem opções de 4,8W, 7W, 9W, 12W e 15W e até um modelo dimerizável.

Tubular: Este modelo é ideal para espaços comerciais, como indústrias e escritórios.  Com design facilmente adaptável aos diferentes tipos de ambientes, as lâmpadas tubulares podem ser aplicadas em sancas, luminárias troffer de embutir e sobrepor, plafon modulares ou luminárias lineares. A Brilia oferece duas opções de tamanho: 60cm e 120cm e três opções de temperatura de cor: FRIA, NEUTRA e QUENTE.

Luminária Slim – A luminária Slim é a opção perfeita para quem deseja usar a tecnologia LED para iluminação geral de espaços comerciais, substituindo as tradicionais fluorescentes com eficiência e praticidade. Disponível nas opções de 60cm e 120cm, o produto pode ser aplicado em superfícies de alvenaria, gesso, madeira, PVC e perfis metálicos, por meio de grampos metálicos e garante um efeito difuso, que coloca a luminosidade e a praticidade em primeiro lugar. A Brilia disponibiliza o produto em duas temperaturas de cor: QUENTE e FRIA.

Luminária Painel Quadrado de Embutir – Indicada para substituir conjuntos de luminárias e lâmpadas fluorescentes compactas, a luminária Painel Quadrado de Embutir (40cm) da Brilia permite a instalação em forros de gesso e móveis com pouco recuo. Está disponível nas três cores de temperatura – QUENTE, FRIA e NEUTRA.


4 tendências de iluminação para 2018

São Paulo, outubro de 2017 – Considerada um dos pilares em qualquer projeto de decoração, a iluminação tem não só o poder de transformar qualquer ambiente, como traduzir a personalidade, estilo, experiência e vivência de cada indivíduo. Com a proximidade de 2018 e o lançamento da temática que irá ancorar o principal evento de arquitetura, decoração e design da América do Sul no próximo ano – a CASACOR e a “Casa Viva” -, a Brilia, pioneira no desenvolvimento e comercialização de lâmpadas, fitas e acessórios LED no Brasil, em parceria com o light designer Eduardo Becker, listou quatro tendências de iluminação que estarão em vários projetos a partir do ano que vem.

1 – Simplicidade

Os próximos anos serão balizados por uma arquitetura mais elementar, mais simples em suas formas, linhas e curvas, ou seja, será uma arquitetura mais orientada pelas formas simples, do que adornos desnecessários. A iluminação será um elemento que valoriza essa arquitetura e sairá de rasgos, nichos escondidos e artefatos com bom controle antiofuscamento. Em 2018, vamos perceber que a luz estará mais suave, valorizando a arquitetura e os objetos.

2 – Rasgo de Luz

Normalmente com uma largura e profundidade de 15cm e comprimento variável, os rasgos e perfis iluminados serão uma forte tendência em 2018, ocupando o lugar das sancas tradicionais. De aparência clean e elegante, podem ser aplicados em qualquer ambiente e a fonte de iluminação, geralmente, é a FITA LED.

3 – LED + Automação

O sistema de automação para iluminação LED vem conquistando cada vez mais consumidores e, em 2018, não será diferente. O dueto LED + Automação proporciona conforto e eficiência incomparáveis pois, além do trabalho luminotécnico sofisticado, o consumidor poderá alcançar um equilíbrio no consumo de energia elétrica. Os ambientes sociais e quartos são valorizados com o uso de lâmpadas dimerizáveis.

4 – Temperaturas

Um jogo de contrastes entre temperaturas de cor, gera uma experiência fantástica, pois aumenta a percepção de profundidade, o contraste e cria uma atmosfera inesperada. A possibilidade de mudar a temperatura de cor deve ganhar força no próximo ano, pois iluminação e suas nuances passam diretamente por uma questão íntima e de humor e a luz tem forte influência no aspecto psicológico do indivíduo.


Saiba como escolher lâmpadas LED para cada necessidade

Diante da proibição da comercialização das lâmpadas incandescentes, as versões LED têm caído no gosto dos brasileiros. Disponíveis em diversos modelos, formatos e potências, os produtos têm se tornado a solução ideal para aplicação em ambientes comerciais e residenciais.

Além de contribuírem para a economia de energia e apresentarem maior vida útil, as lâmpadas LED podem ser aliadas importantes para a valorização da decoração dos espaços. Tatiane Quadrado, coordenadora da divisão de iluminação da Telhanorte, ensina como escolher o modelo ideal para necessidades diferentes.

Branca ou amarela? Assim como todos os demais itens de decoração que compõem o ambiente, as lâmpadas LED exigem cuidados e critérios antes da escolha. Identificar a temperatura ideal e correta para será determinante para a escolha do modelo. Para banheiros, áreas de serviço e cozinhas são indicadas lâmpadas brancas (luz fria), uma vez que são mais intensas.

Em espaços em que a prioridade é a manutenção do conforto e do aconchego, como, por exemplo, salas de estar, hall principal ou quartos, os modelos de luz amarela (quente) são as melhores alternativas.

Spot ou Painel? Uma maneira inteligente de utilizar as lâmpadas LED é aproveitar os efeitos proporcionados. A iluminação difusa é aquela que se espalha por toda a área, efeito proporcionado pelo modelo painel. Essa característica o torna alternativa para a substituição dos plafons e luminárias.

Caso a intenção seja inversa, ou seja, destacar um objeto ou espaço, a dica é apostar na iluminação de foco, proporcionada pelos modelos spots. Esses modelos têm ângulo de abertura, colaborando, por exemplo, na valorização de quadros, estantes, paredes decoradas ou algo que possa refletir diretamente no espelho. “É importante ressaltar que é essencial que essa opção atue, sempre que possível, de maneira integrada com pontos de iluminação difusa, pois um proposta complementará a outra”, destaca Tatiane.

Valorizando os espaços. Nas cozinhas, a dica é iluminar bem as bancadas de trabalho. Para isso, é necessário acrescentar pontos de luz com foco. Outra opção é utilizar fitas de LED embaixo dos armários.

Já nos quartos, é preciso tomar cuidado para não projetar luz na cabeceira da cama. A área pede pontos indiretos, que podem ser resolvidos com o uso de abajures nos criados-mudos. “É preciso também ter cuidado para não poluir visualmente o ambiente por meio da aplicação de uma série de painéis ou spots. Esses modelos devem ser instalados de maneira cuidadosa e estratégica, visando somente destacar ou ampliar a iluminação do espaço”, alerta a especialista.


« Previous Entries

Powered by Wordpress | Designed by Elegant Themes