Iluminação LED chega à Basílica de São Pedro

Divulgação/Osram

Maior igreja do mundo e um dos grandes centros do catolicismo, a Basílica de São Pedro, no Vaticano, ficará ainda mais atrativa: a partir do Natal de 2018, o monumento histórico será iluminado por lâmpadas e refletores com tecnologia LED, fornecidos pela multinacional alemã Osram.

Os produtos escolhidos para o projeto têm aplicação semelhante aos já instalados na Capela Sistina, em 2014. “O sistema de iluminação LED utilizado na Capela Sistina ampliou ainda mais o nosso reconhecimento mundial”, explica Olaf Berlien, CEO da Osram. “E agora estamos muito entusiasmados com esse projeto na Basílica de São Pedro, uma nova oportunidade de demonstrar as nossas habilidades como fornecedora de soluções complexas e de iluminação em grande escala”, completa.

Além de uma experiência única aos visitantes, os itens que iluminarão a igreja garantem uma economia de energia de até 85% e podem ser ajustados de acordo com a ocasião de uso do prédio.

O novo sistema de iluminação acentuará as propriedades dos materiais usados na basílica, com destaque ainda maior à plasticidade da estrutura, aos mármores e a toda a sua arquitetura. A escolha dos produtos foi feita pelo Governo do Estado do Vaticano junto à Fábrica de São Pedro, responsável pela restauração e decoração do edifício.

Com uma capacidade para receber cerca 20 mil pessoas, a Basílica de São Pedro tem 190 metros de comprimento, com três naves de 58 metros de largura cada, além de uma nave central de 45,5 metros no seu ponto mais alto e uma cúpula de 136 metros de altura até o topo da cruz. O interior, com suas vastas decorações em mosaico, é um tesouro de algumas das mais famosas obras de arte do mundo, como o Baldacchino, de Bernini, e a Pietá, de Michelangelo.


Brilia recebe investimento de R$ 40 milhões para acelerar crescimento

Fundada em 2009 pelos sócios Vinicius Marchini e Leandro Neves, a Brilhai desenvolve e comercializa lâmpadas, luminárias, fitas e acessórios LED, sempre pautada no design, eficiência e sustentabilidade dos produtos. Com mais de cinco mil pontos de venda distribuídos no País e receita anual estimada de R$ 220 milhões, a empresa oferece soluções completas para os mais variados projetos de iluminação LED residencial e comercial.

De acordo com Leonardo Arruda, diretor comercial da Brilia, “até o momento, a empresa registrou um crescimento de 61% em relação a 2016, fruto da expansão comercial iniciada em meados do ano passado, dos investimentos em uma distribuição mais horizontalizada em todo o Brasil e do lançamento de produtos alinhados com a expectativa dos clientes e consumidores”, afirma.

Para Beth Michelson, senior managing director da CCG e representante do fundo no Conselho de Administração da Brilia, “os LEDs estão revolucionando a indústria de iluminação devido à sua eficiência energética, versatilidade, qualidade de cor superior e melhoria da competitividade. Estamos impressionados com a gestão profissional da Brilia e com a eficiência que os fundadores e executivos construíram uma marca líder de mercado em soluções de iluminação LED em um período de tempo relativamente curto. Investimos na Brilia para garantir que a empresa tenha capital suficiente para expandir e por acreditar que a empresa pode capitalizar a experiência global do CCG para atingir todo o seu potencial”.

Segundo estimativas da indústria, até 2023, o LED (Light Emitting Diode) representará 74% das vendas de lâmpadas para projetos de retrofit voltados aos mercados de iluminação comercial e residencial.


Havells Sylvania do Brasil passa a se chamar Ozli

Motivada pelas tendências de mercado e impulsionada pela mudança do controle acionário da Sylvania, surge a Ozli do Brasil Ltda., uma empresa com operação local, que conta com um know-how adquirido ao longo dos 70 anos atuando no País. A novidade foi anunciada em um evento de comemoração promovido para clientes e parceiros, na noite do dia 8 de novembro, em São Paulo (SP).

O que motivou a alteração do nome foi a mudança do controle acionário da Sylvania que ocorreu no mundo, o qual no Brasil, se manteve sob a bandeira Havells Sylvania.  “Como a marca Sylvania foi embora com a venda mundial, nós fomos obrigados a mudarmos a marca aqui no Brasil, uma vez que a Sylvania ainda continua operando, mas fora do País. Então, oficialmente, a partir de agora, a Havells Sylvania do Brasil passa a se chamar Ozli”, esclarece Luiz Carlos Belo, diretor administrativo financeiro.

Através da experiência ao longo dos 70 anos de Sylvania em território nacional, a Ozli enfrenta um novo desafio, que é lançar a marca para o Brasil e para o exterior, vestindo uma nova roupagem e trazendo um portfólio mais amplo e atualizado. “Esperamos com isso agradar e satisfazer o mercado brasileiro”, declara Salvador Juliano Netto, diretor comercial.

Recentemente, em São Paulo, aconteceu a primeira convenção de vendas Ozli, onde o principal objetivo foi o de aprimorar as habilidades de comunicação com o cliente e proporcionar mais conhecimento técnico dos produtos, da política comercial e das tendências de mercado. Os processos operacionais da Ozli estarão ancorados em um novo escritório central, mais moderno e colaborativo, localizado em Alphaville (SP).

Os próximos passos da Ozli a levam em direção ao seu fortalecimento em novos mercados nacionais e internacionais, e uma das novidades é o incremento de seu portfólio, por meio de lançamentos exclusivos, com designs que valorizam o ambiente e o momento. “O antigo portfólio está sendo reformulado de acordo com as necessidades do mercado. Nós já visualizamos as oportunidades e, obviamente, estamos trazendo produtos que se adequam ao mercado atual, mas com tecnologia, eficiência e preço competitivo, pois o intuito é fazermos com que a empresa tenha um crescimento bastante exponencial”, afirma Netto.

“Acreditamos que a hora é de virarmos a página. O passado, a história, e a experiência valem, mas o desafio é que é o nosso grande objetivo”, acrescenta.

Além da mudança de sua política comercial e complemento do portfólio para exploração de canais ainda não alcançados, para Belo, o mais importante é que a Ozli continua com 70 anos de experiência. “A equipe, os processos, a qualidade, os fornecedores, os produtos, são exatamente os mesmos. A única mudança que nós fizemos foi da marca, do nosso escritório e, obviamente, das embalagens. O consumidor final não sofrerá qualquer impacto, porque o que está por trás da Sylvania é uma experiência de 70 anos, e essa experiência migra, automaticamente, para a Ozli”, enfatiza o executivo.

Com uma presença dinâmica digital, a empresa atuará com maior engajamento nas mídias sociais. O design das embalagens também foi pensado visando facilitar a escolha do produto no PDV, onde o tempo de decisão de compra tende a ser reduzido.


Expolux 2018 terá planta setorizada nos perfis design e projetos luminotécnicos.

A Feira Internacional da Indústria da Iluminação (Expolux) concentra os principais expositores de novas tecnologias que apresentam as tendências do mercado da iluminação, e, em abril de 2018, chegará a sua 16ª edição, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP). O evento estará segmentado em dois perfis: Design e Projetos Luminotécnicos, com entradas exclusivas e planta setorizada, para que os visitantes possam acompanhar todas as tendências do setor especificadamente.

O evento é o principal encontro do ramo da iluminação na América Latina. Serão mais de 400 expositores distribuídos em uma área de 36 mil m², contemplando 13 setores da iluminação, e expectativa de receber mais de 25 mil visitantes. Para a realização de negócios, essência da feira, iniciativas, como o Premium Club Plus, Clube de Compradores e os Encontros de Negócios serão ferramentas para aproximar fornecedores dos principais compradores nacionais e internacionais.

Simultaneamente a feira, será realizado o SimpoLED, simpósio organizado pela Abilux com o objetivo de elevar o nível das discussões sobre o setor da iluminação, propiciando conhecimento técnico, tecnológico e prático das mais diversas áreas de aplicação com a presença de palestrantes reconhecidos internacionalmente.

O evento contará ainda com experiências que apresentam e estimulam a inovação, como o Decor Prime Show, mostra de projetos de design que reúne tendências e aplicações disponíveis no mercado; o Projeto Archathon, onde profissionais recém-formados na área de arquitetura e iluminação precisam, em três dias, criar um projeto inovador; uma Galeria de Projetos Técnicos e; uma Mostra de Design de Luminária. A Feira apresentará a História da Luz e uma timeline com importantes momentos desta invenção. Haverá ainda a exposição dos vencedores do Prêmio Abilux Design de Luminárias.

Serviço

Evento: 16ª edição Expolux – Feira Internacional da Iluminação

Data: 24 a 27 de abril de 2018

Local: Expo Center Norte – Pavilhões Verde e Vermelho, Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo (SP)

Site: www.expolux.com.br


Quatro cuidados básicos que garantem a durabilidade e a eficácia das lâmpadas LED

Gerando uma economia de até 80% em relação ao consumo de modelos tradicionais, as lâmpadas de LED estão cada vez mais presentes no mercado. De acordo com a equipe da Blumenau Iluminação, empresa especializada no segmento, o LED tem durabilidade de pelo menos 25 mil horas.

Para isso, é preciso seguir alguns cuidados, que trazem não só durabilidade, mas eficiência aos produtos, conforme aponta Rafael Pereira, analista de produtos da Blumenau Iluminação. Confira quatro deles:

- Opte por produtos certificados: a partir desse ano, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) tornou obrigatória a certificação da entidade para a venda de lâmpadas de LED no País. “Essa é uma segurança para o consumidor, que sabe que estará comprando um produto com procedência garantida. Qualquer modelo, mesmo que importado, precisa passar por testes de qualidade”, explica o analista.

- Evite deixar o espaço fechado por muito tempo: a falta de circulação de ar faz com que o calor não se dissipe, diminuindo a vida útil da lâmpada. O ideal, de acordo com fonte, é deixar portas e janelas abertas pelo menos por algumas horas diariamente.

- Evite exposição à maresia ou umidade: mesmo em locais que não fiquem fechados, a umidade pode ser um grande empecilho para a vida útil da lâmpada. “No caso de utilização em ambientes ao ar livre, que peguem chuva ou estejam expostos à maresia, a dica é utilizar luminárias com cúpulas como pendentes e arandelas, que ajudam a proteger a lâmpada”, indica Pereira.

- Sem obstáculos: especialmente com os spots de LED, é importante que eles sejam posicionados longe de barreiras que impeçam a propagação de luz.  Paredes, objetos ou cortinas que atrapalhem a iluminação deixam a peça menos eficiente.


Eletrobras lança chamada pública do Procel Reluz

A Eletrobras, no âmbito do Programa Procel, publicará, no dia 6 de novembro de 2017, a Chamada Pública Procel Reluz 01/2017. O objetivo é incentivar projetos de iluminação pública com tecnologia LED e ajudar as gestões municipais para modelar e operacionalizar, seja individualmente ou através de parcerias, a administração dos parques de iluminação pública. Para essa chamada pública serão disponibilizados aproximadamente R$17,5 milhões para aperfeiçoar o sistema luminotécnico dos municípios.

Os recursos só poderão ser destinados a projetos que promovam melhoria de sistemas de iluminação pública existentes, limitados a vias e praças públicas. Os proponentes poderão contar também com o apoio de uma ferramenta de tutoria via web para auxiliar na elaboração da proposta e no entendimento do respectivo edital. O tutorial contempla videoaulas e um ambiente de interação via fórum online.

A implantação de sistemas eficientes de iluminação pública tem impacto direto na sociedade, pois beneficia e melhora a qualidade de vida da população, uma vez que promove a valorização noturna dos espaços públicos urbanos, reduz o consumo de energia elétrica, melhora as condições de segurança nas vias públicas e, desta maneira, a qualidade de vida nas cidades brasileiras. Desde a sua criação, o Procel Reluz beneficiou 1.327 municípios, tornando eficientes cerca de 2,78 milhões de pontos de iluminação pública.

Mais informações sobre o Edital estão disponíveis no site: www.eletrobras.com/chamadapublicareluz


« Previous Entries Next Entries »

Powered by Wordpress | Designed by Elegant Themes