Encontro em SP discute modelos de gestão dos ativos de IP

A empresa especializada em projetos de iluminação, Celena, em parceria com a operadora de iluminação pública, Inova Lúmen, participou em 18 de março do encontro “Gestão de Transferência de ativos de iluminação pública”, realizado no Hotel Golden Tulip Paulista Plaza (SP). O evento, promovido pela VIEX Américas, contou com a participação de prefeituras, órgãos reguladores, investidores, distribuidoras de energia, empresas de tecnologia, manutenção, gestão e consultorias interessadas em discutir os aspectos e impactos da resolução 414/10 da ANEEL, que estabelece aos municípios brasileiros a responsabilidade pelos serviços de iluminação a partir de janeiro de 2015.

“Para as empresas do setor é uma oportunidade para debater e apresentar novas tecnologias, além de buscar parcerias para desenvolver estudos e propostas com menor custo e maior eficiência para o sistema de gestão da iluminação de cidades”, afirma o diretor executivo da Celena e palestrante, Ricardo Cricci.

A partir do momento em que a concessionária de energia transfere o parque de iluminação pública ao município, passa a ser de responsabilidade deste todos os ativos no ponto de entrega da energia pela distribuidora, o que inclui relé-fotoelétrico, reator, braço da luminária, luminária e lâmpada.

Segundo o executivo, 71% dos municípios brasileiros já absorveram ou estão prestes a absorver seu parque de iluminação pública. Entre os estados mais atrasados neste quesito estão Amazonas, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco e São Paulo. Este último é o pior no ranking, onde 572 localidades ainda têm a gestão do sistema a cargo da distribuidora e 73 como propriedade do município. Em nível nacional,  1.598 dos 5.570 municípios brasileiros (29%) ainda não adotaram soluções para se enquadrarem à resolução da ANEEL,  o que demonstra o potencial deste mercado para as empresas de iluminação na avaliação de Cricci.

A escolha do modelo mais adequado para contratação do sistema de gestão e manutenção da iluminação pública impacta no crescimento do orçamento da cidade, e algumas ações como Plano Diretor de Iluminação Pública, cadastramento Georeferenciado (individual não por amostragem) de todos os pontos de luz e redução da tarifa B4b para B4a podem reduzir de imediato a conta de energia em cerca de 30%.

A oportunidade atual, segundo Cricci, é que “as cidades que não fazem a gestão do parque de IP e as concessionárias vão precisar conhecer os parques de iluminação pública que administram. Hoje a cobrança da conta de energia elétrica consumida pela prefeitura com IP, na maioria dos casos, é feita por estimativa. Há uma grande chance das informações estarem defasadas, o que gera dúvida para quem paga e para quem recebe ”. A isso se soma o alto índice de apagamento, o parque defasado e o baixo grau de ineficiência energética. Desperdício e falta de controle, de informação e de investimento explicam, em parte, o elevado custo com iluminação pública no país. “Alguns municípios dependem muito das informações das concessionárias e isto deverá mudar”, na avaliação do executivo.

Algumas cidades estão com o seu parque de iluminação fora das novas normas técnicas vigentes, já que acaba de ser publicada uma nova versão. Este movimento pode ser importante para que as cidades se adequarem. Como resultado, elas poderão entregar para os cidadãos uma melhor qualidade luz. Para o executivo, “isso refletirá diretamente na diminuição da violência e no bem estar dos cidadãos”.

Solução integrada

Para ajudar as prefeituras neste assunto, a Celena elaborou um pacote de soluções integradas para gestão e manutenção do sistema de iluminação pública, que pode ser implementado através de concessão ou Parceria Público-Privada (PPP).

A gestão de iluminação pública é a inteligência atrás dos processos de manutenção. É a central de atendimento que atende o usuário, que controla as equipes de campo, que gera relatórios gerenciais e de performance, através de um software de gestão próprio. Já a manutenção é o processo em si, tais como troca de lâmpadas, ou componentes defeituosos, instalação, implantação, e toda a parte operacional e de logística que mantém a cidade acesa.

O pacote proposto pela Celena inclui iluminação com tecnologia LED de última geração, telegestão, instalação e gestão (com centro de controle operacional). “Firmamos parcerias com empresas do segmento e montamos um pacote de soluções para IP LED, com preço econômico onde o retorno do investimento é mais rápido”, explica Cricci.

Além de permitir o controle sobre o sistema de iluminação pública instalado no país, o sistema de telegestão permite um monitoramento em tempo real, relatórios para medição de consumo, índice de falha, dimerização etc. Ele inclui um hardware de comunicação que fica na luminária; um amplificador de sinal e um concentrador.  “Ao interligarmos estes equipamentos com as luminárias Extreme LED Golden IP, por exemplo, conseguimos reduzir o custo de manutenção, o consumo de energia e a qualidade da iluminação pública. Com isso, a prefeitura sai de uma posição reativa para pró ativa”, explica Cricci.

Este sistema de telegestão da Celena tem a vantagem de trabalhar com protocolo aberto e não proprietário. Na avaliação de Cricci, muitas empresas de iluminação trabalham com protocolos proprietários, o que gera um maior risco para a prefeitura, pois ficará sempre refém da tecnologia e infraestrutura do fornecedor.

Através da infraestrutura de telegestão da iluminação pública a cidade terá condições para a oferta de outros serviços, como: parquímetro, controle da frota de transporte urbano (com monitoramento on line e informação ao usuário em telas nos pontos de ônibus sobre trajeto, tempo de chegada, tempo de viagem etc), controle internet WiFi banda larga pública em toda cidade, câmeras e monitoramento de segurança, chamada de emergência, painéis de informação ao usuário pela cidade com mensagens institucionais e publicitárias, recarga de veículos elétricos, monitoramento meteorológico, entre outros.

“Tudo isso a prefeitura poderá contratar ou licitar de empresas especializadas que subcontratarão a infraestrutura disponível, gerando receitas financeiras à cidade”, finaliza Cricci.

Além de palestrante, a Celena foi uma das patrocinadoras do encontro.

Sobre a Celena

A Celena é uma empresa de projetos de iluminação e soluções em LED, situada em São Paulo, voltada para atender clientes corporativos de todos os segmentos que precisam aliar economia de energia com baixa manutenção e, que traz inteligência ao sistema de gestão em iluminação pública.


GE lança site global do Centro de Pesquisas

Os apaixonados por inovação e tecnologia já têm um espaço onde podem encontrar as principais pesquisas e invenções realizadas pelos cientistas de uma das maiores companhias do mundo. Está no ar a nova plataforma online do Centro de Pesquisas da GE, onde será compartilhado o trabalho dos pesquisadores da empresa, desenvolvido pelo mundo todo.

O site também dá espaço ao que a GE tem de melhor: as pessoas. São cientistas e pesquisadores que trabalham para romper os limites da ciência e da tecnologia a cada dia em áreas estratégicas como aviação, transporte ferroviário, energias, petróleo & gás e saúde. Todo o conteúdo está à disposição de maneira interativa, divertida, simples e envolvente.

Com conteúdo global e local, o portal está dividido em áreas que facilitam a navegação e já direcionam os internautas para os assuntos que mais os interessam.

Inventors

Nessa área, é possível conhecer o perfil dos cientistas que fazem pesquisas inovadoras nos Centros Globais da GE. Há fotos de cada um dos pesquisadores e conteúdos sobre o que eles estudam, o que os motiva e seu dia-a-dia com colegas de trabalho. Ao passar o mouse sobre a foto, o internauta terá uma divertida surpresa.

Timeline

A linha do tempo interativa da GE mostra as grandes invenções da companhia ao longo dos anos. Essa viagem começa com a invenção da lâmpada incandescente, em 1879, passa pela chegada da televisão em casa, em 1927, e vai até o desenvolvimento da Platform Predix GE, desenvolvida para a Internet Industrial, em 2013.

Locations

A partir de Niskayuna (NY), o Centro de Pesquisas da GE se expandiu para outros continentes, onde cientistas trabalham 24 horas por dia inventando. Um mapa mostra onde eles estão desenvolvendo suas pesquisas e detalha características de cada unidade, inclusive da brasileira, a quinta da companhia no mundo.

Newsroom

No novo portal também é possível ler sobre os mais recentes avanços tecnológicos da GE e ver as notícias publicadas na mídia. Os jornalistas também poderão encontrar material para o desenvolvimento de suas reportagens e recursos para se conectarem aos líderes de tecnologia da companhia.

Careers

O internauta poderá pesquisar sobre vagas de emprego oferecidas globalmente pelos Centros de Pesquisas da GE e saber mais sobre a companhia. Há informações sobre a empresa e sobre os planos de carreira desenvolvidos.

Edson’s Desk Blog

O primeiro blog externo do Centro de Pesquisas da GE é o local ideal para saber mais sobre como os engenheiros e pesquisadores pensam e sobre as novidades desenvolvidas por eles. O blog permite que o internauta comente os posts e compartilhe o conteúdo pelas redes sociais e com amigos também apaixonados por ciência e tecnologia.

A nova plataforma online geglobalresearch.com é um destino para quem procura aprender regularmente com quem está em constante busca para ultrapassar os limites da ciência e da tecnologia.


Workshop debate o uso do LED na iluminação

No dia 27 de março, às 19h30, acontece na Avis rara em Campinas, um workshop sobre o LED na iluminação arquitetural. Principais características da tecnologia LED, mitos e verdades sobre seu uso, comparação com relação às tecnologias convencionais e até um estudo de caso estão entre os temas abordados. À frente do evento, está o arquiteto titular da LID Light in Design, de São Paulo, Eder Ferreira. Arquiteto formado pela Universidade Mackenzie, Eder é também membro do IESNA (Illuminating Engineering Society of North America).

A iluminação tem forte ligação com o consumo de energia e a tecnologia LED, considerada uma fonte de elevada eficiência energética, e livre de elementos tóxicos em sua composição, pode contribuir com a redução do consumo.

O evento é uma realização da Construeco Consultoria Ambiental e acontece no Espaço Spiralis, dentro da Avis rara, em Campinas. Criada em 2006 com a proposta de abrigar na prática ideias e projetos sustentáveis, a Avis rara conta com um núcleo de bioarquitetura e paisagismo, cujos profissionais atendem clientes interessados em projetos de construção ou paisagismo com foco na sustentabilidade.  O próprio prédio onde funciona a Avis rara é, por si, um grande showroom de técnicas construtivas sustentáveis.

Para demonstrar que tais projetos são possíveis, na construção do Ecomercado  Avis rara  foram utilizados apenas materiais sustentáveis, escolhidos com base em uma análise criteriosa do “berço ao túmulo” da produção e descarte de tudo.

A inscrição custa R$50,00 e as vagas são limitadas. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail spiralis@avisrara.com.br ou pelo telefone (19) 3258-4502.

Serviço

Workshop “Desmistificando o LED na iluminação arquitetural”

Dia: 27/03 das 19h30 às 21h30
Investimento: R$50,00.
Inscrição: spiralis@avisrara.com.br

Local: Ecomercado Avis Rara
Rua Rei Salomão, 295, Sousas – Campinas (SP)
www.avisrara.com.br

Fonte: Jornal da Insalação


Lorenzetti amplia participação no mercado de iluminação com lâmpadas LED

A Lorenzetti, empresa com mais de 90 anos de história, após entrar no mercado de iluminação em 2012, amplia a sua gama de produtos com 12 modelos de lâmpadas LED. Com vida útil estimada em 25 mil horas, característica que reduz custos com manutenção, as lâmpadas LED economizam até 86% de energia elétrica se comparadas com os modelos incandescentes e possuem baixa emissão de calor no ambiente.

Ecoeficientes, além de economizarem energia elétrica por sua alta eficiência energética, as lâmpadas LED não contêm mercúrio e, por isso, não poluem o meio ambiente no descarte. Por não emitir raios ultravioletas e infravermelhos no facho de luz, os produtos não desbotam tecidos, roupas ou obras de arte.

O tamanho do LED favorece novos conceitos de iluminação decorativa, possibilitando o foco em objetos, esculturas, plantas, fachadas de estabelecimentos, entre outras possibilidades. Com acionamento instantâneo, as lâmpadas podem ser ligadas e desligadas sem alterar a vida últil dos produtos. Disponíveis em 3.000K (luz suave) e 6.000K (luz clara), os produtos são resistentes aos impactos e vibrações.

A Lorenzetti comemora a ampliação do portfólio de lâmpadas. “Estamos muito satisfeitos em ampliar nossa participação no mercado de iluminação, levando aos consumidores produtos com alta eficiência energética e a qualidade reconhecida da marca Lorenzetti”, afirma Alexandre Tambasco, gerente de marketing da Lorenzetti.

Indicações de Uso:

Modelo A60. Disponível em 7W, é indicada para substituir lâmpadas incandescentes e eletrônicas. Trata-se de um modelo versátil, uma vez que permite a utilização em diversos ambientes comerciais e residenciais, recomendada para aplicação em luminárias decorativas e spots. Uso em hotéis, lojas, restaurantes, entre outros estabelecimentos.

Modelo GU10. A versão é indicada para substituir lâmpadas dicróicas halógenas, recomendadas para quem deseja ter iluminação dirigida em corredores, lavabos, vitrines e showrooms. Disponível em 4W, pode ser utilizado para iluminar objetos sensíveis ao calor como alimentos e plantas, por exemplo.

Modelo MR16 GU5.3. Possuindo uma fonte de luz direcional, a solução é indicada para para destacar objetos como quadros e móveis, além de itens sensíveis ao calor.

Modelo PAR20. Indicada para a substituição às tradicionais halógenas, a PAR20 está disponível em 7W, indicada para destacar objetos e iluminar vitrines, jardins de inverno, lojas, restaurantes, entre outros.

Modelo PAR30. Permite iluminação de efeito em média e longa distância, pois possui facho de luz bem definido. A lâmpada, que possui 13W, pode ser instalada em corredores, escadas e vitrines. A PAR30 pode ser utilizada em hotéis, lojas, restaurantes, entre outros estabelecimentos.

Modelo PAR38. Disponível em 18W, a PAR38 é indicada para iluminação de efeito em vitrines e para destacar objetos, adequada para a instalação em corredores, saguões e escadas.


Varejo é foco da Golden na Feicon

Popularização do LED leva Golden a apostar na linha Ultra LED

O setor de iluminação LED vem ganhando cada vez mais espaço no mercado brasileiro e para atender a esta demanda a Lâmpadas Golden leva à 20ª edição da Feicon a linha de produtos com diodo emissor de luz que tem como foco o consumidor final, a Ultra LED.

Com o mercado dobrando de tamanho nos últimos anos e o aumento da concorrência, a Golden aposta na Feicon como vitrine e decide agir em três frentes: para o consumidor final traz produtos mais eficientes e acessíveis economicamente, para o lojista dispõe de material de comunicação para auxiliar na divulgação e para o setor de Iluminação Pública levará um driver que faz o sistema de telegestão.

A ideia da empresa é diversificar os produtos na linha Ultra LED que são voltados ao consumidor doméstico. Segundo o diretor de Marketing da Lâmpadas Golden, Flávio Takeda, “agora eles são mais eficientes e cabem no bolso, com uma qualidade semelhante aos produtos da linha especializada”. Isto porque a empresa segue os padrões técnicos da norma de certificação que ainda não é obrigatória e que poucas marcas presentes no mercado se preocupam em seguir.

A linha Ultra LED vem com 10 produtos e alguns deles agregam lustre e luminária, como é o caso do Ultra LED Spot redondo de 6W. A AR 111 GU 10 de 14W tem o grande benefício de não precisar de transformador e o modelo A60, que é o mais procurado pelo consumidor, vem com uma potência mais elevada, de 10W, além da nova PL 5W. A empresa também traz novidades na linha profissional Extreme LED que demanda produtos de elevada eficiência, com 05 lançamentos, entre eles a luminária de emergência com duas baterias, e a linha High Bay Eco de 150 e 120W.

A popularização do LED no varejo levou a Golden a levar para a Feicon uma loja conceito, onde ações de marketing atreladas à venda visam a dar suporte ao vendedor no ponto de venda. “Treinamentos taylor made para a força de venda, ações promocionais e ferramentas de marketing serão oferecidas para auxiliar na divulgação das vantagens dos produtos e facilitar a venda”, explica Takeda.  A estimativa de crescimento da empresa, tanto no varejo de construção como no mercado B2B, é da ordem de 30%.

Com estas ferramentas a Golden se solidifica entre as marcas de referência no segmento de LED, diante de um mercado que cresceu 100% em 2013 e que segundo especialistas deve se tornar a fonte preponderante de luz entre os usuários brasileiros nos próximos 5 anos.

O estande da Lâmpadas Golden na FEICON estará na Rua M número 70 -Pavilhão Branco.


GE seleciona jovens talentos em busca de futuros líderes

Desenvolver jovens talentos para que se tornem líderes no futuro, com capacidade de propor soluções para desafios locais que afetam milhares de pessoas, está entre os objetivos de uma das maiores companhias do mundo. Com esse pensamento, a GE novamente abre as inscrições para o Programa de Trainees. Para este primeiro semestre, a companhia seleciona estudantes e recém-formados para as áreas de Finanças (FMP) e Operações, Manufatura e Chão de Fábrica (OMLP).

As inscrições estão abertas até 11 de abril para graduados entre julho de 2012 e julho de 2014. As candidaturas poderão ser feitas pela internet, acessando o endereço ge.com/br/carreiras.

O programa de trainee tem duração de dois anos, com quatro rotações em uma ou mais unidades de negócio da GE e com potencial para experiência ou exposição no exterior. Os jovens selecionados são inseridos em um ambiente global, portanto é fundamental que o candidato domine o inglês e tenha mobilidade nacional e internacional, assim como um perfil proativo e de liderança. Ter noções em espanhol é uma habilidade desejável.

Requisitos

A GE seleciona candidatos com formação preferencialmente nas áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica e Engenharia Industrial.

O processo seletivo segue as etapas eliminatórias a seguir: candidatura; triagem curricular; teste online de inglês; entrevista coletiva ou video; apresentação presencial de case de negócios e painel de entrevista.

Mais detalhes do Programa de Trainees 2014 podem ser obtidos no website da GE do Brasil, além do blog GE Reports Brasil e das páginas da companhia no Facebook, LinkedIn e Twitter.


« Previous Entries Next Entries »

Powered by Wordpress | Designed by Elegant Themes